Funeral de Olavo de Carvalho reúne ex-ministro e blogueiro foragido

Olavo morreu na segunda (24), aos 74 anos

funeral-de-olavo-de-carvalho-reune-ex-ministro-e-criminoso-foragido
Olavo durante uma aulas de seu curso intitulado ”Seminário de Filosofia”. (Crédito: Reprodução/Redes Sociais)

O funeral do astrólogo e filósofo, Olavo de Carvalho, que ocorreu na tarde desta quarta-feira (26) em um cemitério de Petersburg, no interior da Virgínia (EUA), reuniu o ex-ministro Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e o blogueiro Allan dos Santos, considerado foragido da Justiça brasileira.

Publicidade

A cerimônia começou às 15h (17h em Brasília). Cerca de 30 pessoas estiveram presentes, incluindo o embaixador do Brasil nos EUA, Nestor Forster.

A imprensa foi impedida por um segurança de acompanhar a cerimônia dentro do cemitério. O funeral durou cerca de 40 minutos e a família não presenciou o momento do enterro.

Olavo morreu na segunda (24), aos 74 anos. O falecimento foi anunciado pela família nos perfis oficiais do escritor nas redes sociais. A filha do filósofo, Heloísa de Carvalho, afirmou que o pai morreu em decorrência da Covid-19. Já o médico particular de Olavo, Ahmed Youssif El Tassa, nega a informação.

Ao jornal O Globo, Ahmed afirma que Olavo morreu em decorrência de insuficiência respiratória aguda causada por quadro de enfisema pulmonar associado à insuficiência cardíaca congestiva, à pneumonia bacteriana e a uma infecção generalizada.

Publicidade

Olavo se mudou para os EUA em 2005 e criou um curso online de filosofia que, segundo estimativas de amigos, formou mais de 20 mil pessoas, tornando-se uma de suas principais fontes de renda. Entre seus alunos estiveram diversas autoridades que depois comporiam o governo de Jair Bolsonaro (PL), como Abraham Weintraub (ex-ministro da Educação), Ernesto Araújo (ex-ministro das Relações Exteriores) e Adolfo Sachsida (secretário de Política Econômica do Ministério da Economia).

Durante os últimos meses de vida, Olavo vinha fazendo críticas públicas ao presidente Jair Bolsonaro.