Governo recua e suspende mineração de ouro em São Gabriel da Cachoeira (AM)

Foi publicada a decisão no Diário Oficial da União desta segunda-feira (27) e foi assinada pelo ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno

Governo recua e suspende mineração de ouro São Gabriel da Cachoeira (AM)
Após muitas manifestações contrárias da Agência Nacional de Mineração (ANM), houve o recuo (Créditos: Mario Tama/Getty Images)

Em uma das regiões mais preservadas da Amazônia, o governo do presidente Jair Bolsonaro decidiu recuar e suspender sete atos que autorizaram mineração de ouro em São Gabriel da Cachoeira (AM).

Publicidade

Foi publicada a decisão no Diário Oficial da União desta segunda-feira (27) e foi assinada pelo ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno.

Após muitas manifestações contrárias da Agência Nacional de Mineração (ANM), houve o recuo, Fundação Nacional do Índio (FUNAI) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Heleno assina o ato na condição de secretário-executivo do Conselho de Defesa Nacional, órgão que aconselha o presidente em assuntos de soberania e defesa.

Ele já tinha autorizado as frentes da pesquisa de ouro na fronteira do Brasil com a Colômbia e a Venezuela como representante do conselho, Agora cabe ao GSI dar aval ou não a projetos de mineração na faixa de fronteira, em um comprimento de 150 km.

Publicidade

Segundo informações do G1, o Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas chegou a abrir um procedimento de apuração para analisar as autorizações assinadas pelo ministro.

No lugar onde vivem 23 etnias indígenas, a região de São Gabriel das Cachoeiras é uma das últimas em estado pleno de conservação.