Após denúncias

Indígenas Yanomami desaparecidos são localizados

O local onde o indígenas estavam não foi divulgado, mas uma nota com detalhes deve ser divulgada nesta sexta-feira (6).

indigenas-yanomami-desaparecidos-sao-localizados
Indígenas (Crédito: Andressa Anholete / Getty Images)

O líder indígena Júnior Hekurari informou à CNN, nesta sexta-feira (6), que os Yanomami que haviam desaparecidos da aldeia de Aracaçá foram localizados. A informação foi confirmada pela Polícia Federal (PF) durante depoimento prestado nessa quinta-feira (5). O local onde o indígenas estavam não foi divulgado, mas uma nota com detalhes deve ser divulgada nesta sexta-feira (6).

Publicidade

Os indígenas estavam desaparecidos desde a semana passada, quando a Polícia Federal foi apurar a denúncia de que garimpeiros ilegais teriam estuprado e provocado a morte de uma menina de 12 anos. Na manhã desta sexta-feira (6), a Superintendência da Polícia Federal em Roraima convocou uma coletiva para esclarecer as investigações relacionadas à denuncia de crimes contra os indígenas Yanomami.

Na quinta-feira (5), a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) entrou com uma petição ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a proteção do povo Yanomami que vive em uma região de conflitos com garimpeiros ilegais. De acordo com a ONG MapBiomas, entre 2010 e 2020,  aumentaram em 495% as áreas ocupadas por garimpos. A Polícia Federal chegou a instalar uma base em Roraima para diminuir os conflitos.