cidade de SP em pauta

Michel Farah: “Manter o Rio Pinheiros limpo é dever de todos”

Um projeto que parecia distante, difícil de sair do papel, finalmente, se tornou ralidade: a tão esperada despoluição do Rio Pinheiros. O empresário Michel Farah explica como foi o trabalho, em parceria com o Governo de SP.

Empresário MIchel Farah fala sobre despoluição do Rio Pinheiros
(Crédito: Agência Brasil)

Um projeto que parecia distante, difícil de sair do papel, finalmente, se tornou ralidade: a tão esperada despoluição do Rio Pinheiros. Com esta limpeza, veio também um projeto grandioso, de revitalização do entorno, criação de um parque e melhorias para quem transita ou utiliza a área para lazer.

Publicidade

O projeto do Novo Rio Pinheiros foi realizado por meio de PPP (Parceria Público-Privada). Entre as empresas responsáveis pelas obras está a Farah Services. “O grande desafio foi lidar com os conflitos que encontramos por lá para este trabalho. Eram 16 concessionárias, empresas acostumadas a andar sozinhas… Depois, ainda existiam conflitos com os ciclistas, além dos funcionários da CPTM”, explica o empresário Michel Farah.

Em entrevista exclusiva ao site Perfil Brasil, ele explica  que o investimento para o trabalho de saneamento teve um custo em torno de R$ 4,5 bilhões. “Graças ao atual governo de São Paulo, o projeto teve andamento! Antes, o dinheiro era pulverizado e, agora, o foco total é neste projeto”, afirma Farah.

Hoje, o empresário garante que o Rio Pinheiros não recebe mais esgoto e afirma que cada um tem que fazer sua parte para que a limpeza seja constante.

“O que a gente, como sociedade, tem que fazer? Cuidar do resíduo sólido, estar atento aos horários que coloca o lixo na rua para recolhimento, achar um papel no chão, ajuda a pegar… Isso aqui no entorno já é feito. É preciso conscientização”, reflete.

Publicidade

Confira a entrevista completa!

 

 

Publicidade
Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por CARAS (@carasbrasil)

Publicidade