Preservação Ambiental

Mourão e Guedes discordam sobre desmatamento no Brasil

Os dois deram declarações que vão em sentido contrário quando fala-se sobre desmatamento no país.

Mourão e Guedes discordam sobre desmatamento no Brasil
Os dados do Inpe registraram mais de 1.000 km² de área com alerta de desmatamento em abril/22 (Crédito: Victor Moriyama/Getty Images)

Nesta segunda-feira (9), o vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) e o ministro da Economia Paulo Guedes deram declarações discordantes em relação aos números do desmatamento no Brasil. Mourão acha os números “horrorosos” e Guedes pensa que o país deveria receber dinheiro por estar preservando seu ambiente.

Publicidade

Mourão, que é presidente do CNAL (Conselho Nacional da Amazônia Legal), identificou que o governo está “errando” e que a situação precisa se corrigir:

“Os números são péssimos, horrorosos. Estamos vendo aí onde é que estamos errando. Nós temos aquela Operação Guardiões do Bioma que é uma operação conjunta do Ministério do Meio Ambiente com o Ministério da Justiça. Então tem que ver com eles aí onde é que está havendo a falha.” 

Segundo Mourão, uma reunião com governadores está marcada para o dia 11 de maio, e pretende discutir o desmatamento no Brasil.

Por outro lado, num evento em Brasília, Paulo Guedes afirmou que o Brasil é parte da solução e não do problema, e continuou dizendo que o Brasil deveria receber dinheiro por preservar tão bem seu ambiente.

Publicidade

Publicidade

O ministro disse que está elaborando 3 acordos com a OCDE, no sentido de estimular uma produção sustentável, aumentar os tributos sobre produtos poluentes e uma forma de receber dinheiro para a preservação da fauna e da flora.

 

Publicidade