Crise entre poderes

“Liberdade de expressão”, diz Mourão sobre manifestações pedindo o fim do STF

Manifestantes bolsonaristas insultaram ministros do Supremo, sobretudo Moraes e Barroso.

liberdade-de-expressao-diz-mourao-sobre-manifestacoes-pedindo-o-fim-do-stf
Hamilton Mourão (Crédito: Roque de Sá/Agência Senado)

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, classificou como “liberdade de expressão” os cartazes que pediam o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF) e a volta da ditadura, exibidos durante atos pró-Bolsonaro no domingo (1).

Publicidade

“Isso aí é liberdade de expressão, tem gente que quer isso, mas a imensa maioria não quer. Então, pronto, normal”, afirmou o vice-presidente. Mourão foi questionado pela imprensa ao chegar no gabinete da vice-presidência da República, na manhã desta segunda (2).

O presidente Jair Bolsonaro (PL)  chegou a participar presencialmente da manifestação dos apoiadores do governo em Brasília, e por vídeo do ato em São Paulo. No entanto, Bolsonaro não inflamou a tensão entre o Executivo e o Judiciário.

Mourão também afirmou que os atos em apoio ao presidente foram maiores do que os pró-Lula e que as manifestações de 1º de maio não são mais associadas somente com movimentos de esquerda. “Essa realidade já está mudando”, avaliou.

Publicidade

Publicidade