Pessoas testemunham violência de guardas em Curitiba

Um guarda chegou a empurrar uma mulher grávida que estava próxima ao ocorrido

pessoas-testemunham-violencia-de-guardas-em-curitiba
Guarda Municipal (GM) (Crédito: Canva)

Pessoas testemunharam uma violência de guardas contra um homem em Curitiba. Uma abordagem da Guarda Municipal (GM) no Centro de Curitiba deixou pessoas impactadas. As testemunhas contrariaram no momento da violência, as atitudes dos guardas contra um homem negro em situação de rua. 

Publicidade

A violência ocorreu no dia 28 de novembro. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um guarda apontando a arma para as testemunhas e até mesmo o momento em que ele empurra uma mulher grávida que se aproximava da situação. Os guardas reagirarem de forma negativa com as pessoas que testemunharam a violência.

O vídeo começa com dois guardas em cima do homem. No áudio era possível escutar pessoas ao redor, pedindo para que os guardas não machucassem o homem pelo pescoço. Uma mulher no final do vídeo chegou a dizer “Isso é proteção? Direitos humanos. Ele é gente também”.

Segundo uma testemunha, em entrevista ao G1, Paraná, ela disse que foram retiradas três pedras de craque da boca do homem. As drogas foram mostradas a mulher por um guarda que afirmou “Um deles me mostrou as pedras e disse olha aqui quem você está defendendo. Tentei muito conversar, mas falaram que eu estava tentando fazer show para postar na internet. Inclusive eu gritei bastante, fui muito incisiva, mas em nenhum momento pediram a minha documentação, mas pediram a do meu namorado, que é uma pessoa preta. É complicado”.

Em nota, a Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito disse que determinou a apuração dos fatos, que estão sendo investigados pela Corregedoria da Guarda Municipal.

Publicidade