Evento da OMS

Queiroga defende conduta do Brasil na pandemia

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, falou sobre os investimentos realizados pelo governo Bolsonaro no período de pandemia.

queiroga-defende-conduta-do-governo-bolsonaro-na-pandemia
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga (Crédito: Andressa Anholete/Getty Images)

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, defendeu a conduta adotada pelo governo de Jair Bolsonaro na pandemia da Covid-19, em um discurso à Organização Mundial da Saúde (OMS), nesta segunda-feira (23). Queiroga falou sobre o investimento de 110 bilhões de dólares no SUS e a vacinação completa de 80% da população brasileira, mas não mencionou que o Brasil foi o segundo país com o maior número de mortes.

Publicidade

De acordo com a CNN, na abertura de seu pronunciamento, o ministro comentou sobre medidas adotadas desde o começo da pandemia. “A liberdade, a paz, e o respeito à soberania dos estados. Desde o começo da pandemia de Covid-19, o governo do presidente Jair Bolsonaro atuou para preservar vidas conciliando o equilíbrio econômico e a justiça social.”

Ainda durante seu discurso, Queiroga defendeu que alternativas terapêuticas para a proteção da Covid-19 e pediu que as vacinas continuem avançando conforme surgem novas variantes pelo mundo. “É imperativo que tenhamos, em curto prazo, vacinas ainda mais seguras, eficazes e que garantam mais proteção de novas variantes do vírus”.

Publicidade