Reservatórios do Sudeste e Centro-Oeste tem melhora no nível

Segundo a operadora nacional, o subsistema Sudeste/Centro-Oeste é responsável por cerca de 70% da geração de energia elétrica no Brasil

reservatorios-do-sudeste-e-centro-oeste-tem-melhora-no-nivel
O pior momento atingido pelos reservatórios foi em setembro de 2021, quando registrou apenas 16% de sua capacidade hídrica total (Créditos: China Photos/Getty Images)

Os reservatórios localizados no Sudeste e no Centro-Oeste devem atingir 58% de sua capacidade hídrica até o final de fevereiro, de acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) apresentando melhora no nível.

Publicidade

De acordo com a CNN, caso a projeção se concretize, será o maior índice registrado pelo subsistema desde março de 2016. O pior momento atingido pelos reservatórios foi em setembro de 2021, quando registrou apenas 16% de sua capacidade hídrica total.

O órgão Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) divulgou um boletim nesta sexta-feira, em que diz “A previsão mensal para fevereiro indica a ocorrência de afluências acima da média histórica para os subsistemas Sudeste/Centro-oeste. Em comparação com os valores estimados para a semana em curso, prevê-se para a próxima semana operativa ascensão nas afluências da região”.

De acordo com levantamento do ONS, agosto, por exemplo, foi o período de maior produção de energia por termelétricas desde o início da série histórica da operadora, em 1999

As fortes chuvas, além da melhora do nível dos reservatórios, também impactarão a demanda de energia no Sudeste/Centro-Oeste nas próximas semanas, uma vez que temperaturas amenas reduzem o uso de equipamentos eletrônicos, como condicionadores de ar.

Publicidade

Segundo a operadora nacional, o subsistema Sudeste/Centro-Oeste é responsável por cerca de 70% da geração de energia elétrica no Brasil. No entanto, o país precisou mobilizar outras fontes de energia ao longo de 2021 para lidar com a crise hídrica.

Publicidade