Rio de Janeiro vai receber o maior evento global de tecnologia

Segundo o prefeito, não haverá investimento de dinheiro público no evento, que será patrocinado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

Rio de Janeiro vai receber o maior evento global de tecnologia
(Crédito: Canva Fotos)

Em maio de 2023, o Rio de Janeiro vai receber o maior evento global de tecnologia, que acontece todos os anos em Lisboa. Pela primeira vez, o Web Summit acontecerá na América Latina, com a expectativa de reunir 10 mil pessoas e empresas que estão redefinindo a indústria de tecnologia, segundo o site do evento.

Publicidade

O anúncio foi feito na manhã dessa terça-feira (3), em coletiva de imprensa com o prefeito Eduardo Paes e integrantes do evento internacional. O Web Summit Rio acontece entre os dias 1 e 3 de maio do próximo ano, no RioCentro, além de atividades em outros locais da cidade, como o Museu do Amanhã.

Paes explicou que o evento vai consolidar o Rio de Janeiro como um polo de inovação na América Latina e será uma oportunidade para atrair empresas, negócios e investimentos, além de qualificação para os jovens.

“Temos muitas iniciativas conectadas com os propósitos do Web Summit, como o Porto Maravilha, o Impa, sabemos que o Rio pode ser um grande ambiente para as empresas e atrair investimentos. É também uma oportunidade para qualificar a juventude, criar novos empregos. Assim, podemos combater a desigualdade e fazer uma transformação social na cidade e no país”, disse Paes.

Segundo o prefeito, não haverá investimento de dinheiro público no evento, que será patrocinado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). Paddy Cosgrove, cofundador do Web Summit, explicou que o evento de Lisboa não deixará de ser feito e que o Web Summit Rio deve atrair mais visitantes para as próximas edições na capital portuguesa.

Publicidade

“Este ano, o jornal Miami Harold disse que a América Latina é o local de maior crescimento de startups no mundo. Eu acho que uma olhada nos dados falam por si só. O Brasil, claro, lidera a maior parte desse crescimento, 21 dos 27 unicórnios [empresa de tecnologia de crescimento rápido] da América são brasileiros. O Brasil é um foguete neste momento, por isso fazer no Rio de Janeiro o primeiro Web Summit fora da Europa.”

Segundo ele, o Web Summit, em Lisboa, se tornou uma incrível reunião anual de tecnologia, que cresce e se fortalece a cada ano. “E agora é o momento certo de crescer para o Brasil e nos próximos anos deverá ocorrer em novos locais que estão vivenciando esse crescimento de mercados, como África e Ásia”, disse Cosgrave.

O grupo tem origem em Dublin, na Irlanda, e organiza os eventos Web Summit em Lisboa, Web Summit Rio, no Rio de Janeiro, Collision em Toronto e RISE em Hong Kong, todos com o objetivo de reunir fundadores e presidentes de empresas de tecnologia, startups de rápido crescimento, formuladores de políticas e chefes de estado para discutir os próximos passos no setor de tecnologia.

Publicidade

(Agência Brasil)