Inflação

Passagens aéreas aumentaram 77% em um ano

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), o querosene de aviação aumentou quase 60% entre janeiro e maio de 2022. 

Passagens aéreas aumentaram 77% em um ano
Os novos preços no setor aéreo está deixando os passageiros assustados (Crédito: Alex Wong / Equipa)

A alta do dólar, o aumento da procura por viagens e a disparada no preço do combustível para aviões refletem no preço das passagens aéreas, que subiu 77% em um ano. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), o querosene de aviação aumentou quase 60% entre janeiro e maio de 2022. 

Publicidade

Segundo as informações divulgadas pelo g1, o economista da Confederação Nacional do Comércio, Fábio Bentes, acredita que “a disparada do barril de petróleo e o conflito na Ucrânia influenciaram no preço do combustível de aviação”. Ele disse também que “pelo lado da oferta, o preço subiu com o aumento de custos. Pelo lado da demanda, a maior procura por passagens aéreas, aquele consumo represado ao longo da pandemia, veio sendo corrigido ao longo dos últimos meses“.

Semana passada, a Petrobras anunciou uma redução de 2,6% no preço do querosene para aviões. No entanto, segundo as informações publicadas pela Gazeta, a Associação Brasileira das Empresas Aéreas diz que é muito cedo para pensar na previsão de impacto nos preços das passagens. 

Até no Aeroporto de Congonhas é fácil ouvir reclamações. Segundo o g1, o supervisor de tubulação industrial Sebastião Luiz da Silva disse que “com o preço do jeito que está, temos que pensar duas vezes em fazer uma viagem ou um passeio. Às vezes, a gente dá até preferência ao ônibus”. Com o novo preço, os internautas do Twitter compartilharam suas frustrações sobre o assunto.

Publicidade