ANIMAÇÃO

Diretor de “Divertida Mente” se inspirou na filha para criar protagonista

Pete Docter, responsável pelo primeiro longa da franquia, utilizou de sua experiência com a filha para ilustrar as angústias e mudanças de crescer

Pete Docter, responsável pelo primeiro longa da franquia Divertida Mente, utilizou sua experiência para ilustrar as angústias de crescer.
Riley foi inspirada em Elie Docter, filha do diretor – Créditos: Reprodução/ X

Menos de um mês após seu lançamento, Divertida Mente 2, a mais recente obra da Pixar, já é um fenômeno de bilheteria e sucesso de crítica, ultrapassando a marca impressionante de US$ 1 bilhão globalmente. Esta sequência não só atraiu uma enorme audiência como também se tornou um tópico frequente nas redes sociais, onde está sendo discutido sua história e bastidores.

Publicidade

Um dos tópicos abordado pelos internautas é o fato de que Riley, a personagem principal, foi inspirada em Elie Docter, a própria filha de Pete Docter, o cérebro criativo por trás do primeiro filme. Em entrevista ao The Washington Post, ele afirmou que ver a mudança que a filha passava, ao chegar na adolescência, fez com que ele sentisse muitas emoções e utilizasse da criação como uma forma de lidar.

“Como pai, eu brincava e fazia parte desse faz de conta. E isso estava indo embora. Essa foi uma grande parte do filme“, disse Docter. O cineasta, dali em diante, utilizou de sua experiência com Elie para ilustrar as angústias e mudanças de crescer.

Mais sobre Divertida Mente

Enquanto no primeiro filme Pete Docter trabalhou como escritor e diretor, ao lado de Ronnie del Carmen, nesta nova produção Kelsey Mann fez sua estreia na direção. O criador da história, por sua vez, deu voz à emoção Raiva do Sr. Andersen, pai de Riley.

Em “Divertidamente 2”, revisitamos Riley Andersen, que agora, aos 13 anos, enfrenta novos desafios e emoções em sua vida de adolescente. O filme introduz emoções adicionais como Ansiedade, Inveja, Vergonha e Tédio, ampliando a complexidade do universo emocional da protagonista.

Publicidade

Antecedendo o novo filme, “Divertida Mente“, lançado em 2015, já havia conquistado uma enorme base de fãs ao explorar com sensibilidade e criatividade as emoções humanas personificadas. O longa chegou a alcançar US$ 858,8 milhões (cerca de R$ 4,7 bilhões) de bilheteria e ficou marcado como um dos maiores sucessos da Pixar.

Este novo capítulo na história de Riley aborda desafios típicos da sua idade, como as mudanças hormonais, novas amizades e os primeiros passos no Ensino Médio. A inclusão de novas emoções faz uma leitura atenta às nuances da adolescência, um período de transformação e descoberta.

Publicidade

Siga a gente no Google Notícias

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber grátis o Menu Executivo Perfil Brasil, com todo conteúdo, análises e a cobertura mais completa.

Grátis em sua caixa de entrada. Pode cancelar quando quiser.