Fórmula 1 não terá mais corrida na Rússia após rescisão de contrato

O evento, que se mudaria do parque olímpico de Sochi para uma nova pista nos arredores de São Petersburgo no ano que vem, tinha contrato até 2025

formula-1-nao-tera-mais-corrida-na-russia-apos-rescisao-de-contrato

A Fórmula 1 anunciou nesta quinta-feira (3) que não correrá mais na Rússia depois de rescindir seu contrato com a promotora do Grande Prêmio da Rússia, em resposta à invasão do país à vizinha Ucrânia.

Publicidade

O evento, que se mudaria do parque olímpico de Sochi para uma nova pista nos arredores de São Petersburgo no ano que vem, tinha contrato até 2025.

A categoria anunciou o cancelamento da corrida de 2022, originalmente marcada para 25 de setembro, na semana passada.

“A Fórmula 1 confirma que rescindiu seu contrato com a promotora do Grande Prêmio da Rússia, o que significa que a Rússia não terá uma corrida no futuro”, informou um comunicado do detentor dos direitos comerciais do esporte, que decide o calendário.

Formula 1 has terminated its contract with the Russian Grand Prix promoterhttps://t.co/67IUOS3nhl

Publicidade

— Formula 1 (@F1) March 3, 2022

A decisão da Fórmula 1 de sair efetivamente da Rússia ocorre depois que o órgão regulador do esporte, a FIA, condenou na terça-feira a invasão da Ucrânia pelo país, mas disse que pilotos russos e bielorrussos ainda podem participar de suas competições de forma neutra.

A federação britânica Motorsport UK proibiu na quarta-feira os titulares de licenças russas e bielorrussas de correr no país, independentemente da bandeira sob a qual competem.

Publicidade

Nikita Mazepin é o único russo no grid da Fórmula 1.

* É proibida a reprodução deste conteúdo.

(Agência Brasil)

Publicidade