automobilismo

Audi entra na Fórmula 1 com carro movido a combustível sintético

Marca da Volkswagen construirá um power train dedicado à Fórmula 1.

Audi entra na Fórmula 1 com carro movido a combustível sintético
(Créditos: Dan Mullan/Getty Images)

Nesta sexta-feira (26), a Audi afirmou que construirá um power train dedicado à Fórmula 1 de 2026, em uma instalação em Neuburg, na Alemanha. 

Publicidade

A participação da marca da Volkswagen consiste em reforçar o marketing, em uma das competições mais populares do automobilismo mundial. A marca ainda tomará uma decisão sobre uma possível parceria com alguma equipe até o final deste ano. As informações são do Valor Econômico. 

A partir de 2026, a Fórmula 1 pretende que os carros sejam movidos a combustível sintético como parte de um esforço para se tornar neutra em carbono até o final da década. Essa mudança é uma oportunidade para começar a competir na franquia que é dominada pela Mercedes. 

Markus Duesmann, CEO da Audi, garante que o automobilismo faz parte da essência da companhia e acrescentou: “Com as novas regras, agora é o momento certo para nos envolvermos.”

O conselho da Volkswagen aprovou em abril do ano passado os planos da Audi e da marca de carros esportivos Porsche de se juntarem à competição.  Na época, o ex-CEO Herbert Diess afirmou que ambas as empresas veem a Fórmula 1 como a alavanca mais importante para aumentar o valor da marca.

Após alguns documentos que detalhavam o plano da Porsche de comprar metade da Red Bull, que constrói chassis para a equipe de Oracle Red Bull Racing, serem revelados no mês passado, a marca também fez uma oferta para participar da Fórmula 1.

Publicidade

Audi e Porsche, assim, desenvolverão power trains separados se ambos correrem na Fórmula 1, disse Duesmann.