Barbados rompe com a monarquia britânica e se torna uma república

Sandra Mason é a nova presidente de Barbados, após a instituição da república

Barbados rompe com a monarquia britânica e se torna uma república
Rihanna na cerimônia presidencial em Bridgetown, Barbados (Crédito: Pool/ Getty Images)

Barbados se tornou oficialmente uma república na última segunda-feira (30) à noite, em uma cerimônia que contou com a presença do príncipe Charles, filho mais velho de Elizabeth II, e da cantora Rihanna. Com o evento, a rainha Elizabeth II deixou de ser a chefe de Estado da ilha.

Publicidade

Barbados celebrou sua transição a monarquia para o governo republicano após quase quatro séculos de monarquia, apesar de já ser independente do Reino Unido desde 1966.

Sandra Mason, eleita governadora-geral do país em 21 de outubro, agora, passa a ser chefe de Estado de Barbados.

Na cerimônia oficial, o estandarte real foi substituído pela bandeira presidencial e Mason fez o juramento ao cargo à meia-noite de segunda-feira na capital do país, Bridgetown.

“Eu, Sandra Prunella Mason, juro ser fiel e manter verdadeira lealdade a Barbados de acordo com a lei, com a ajuda de Deus”, declarou a nova presidente.

Publicidade

A cerimônia não foi aberta ao público, apesar da suspensão temporária do toque de recolher imposto devido ao coronavírus para permitir que a população aproveitasse as festividades, que incluíram fogos de artifício em toda a ilha.

Mesmo com a cerimônia, Barbados continua sendo membro da organização Commonwealth. Também na segunda-feira, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson disse em um comunicado: “Seguiremos amigos e aliados incondicionais, aproveitando as afinidades e conexões duradouras entre nossos povos e o vínculo especial da Commonwealth”.

Nova presidente

Sandra Mason tem 72 anos e foi a primeira mulher admitida na ordem dos advogados de Barbados. Iniciou sua carreira como professora, secretária e depois advogada, até que se tornou governadora geral, a representante perante a rainha, em 2018.

Publicidade

Como presidente, Mason terá o cargo mais alto do país e seus poderes não estarão mais nas mãos da rainha Elizabeth II. Suas funções, porém, serão em grande parte cerimoniais, na maioria dos casos exigirão a assinatura conjunta da primeira-ministra.

“Nasce uma nova república: Barbados, uma ex-colônia britânica, na próxima semana abandonará a Rainha Elizabeth como chefe de estado, quebrando seus últimos laços imperiais restantes com a Grã-Bretanha quase 400 anos desde que o primeiro navio inglês chegou à ilha do Caribe (1/2)”