corrida eleitoral

Biden escreve carta a deputados recusando pedidos de desistência

Em documento de duas páginas, o atual presidente pede que os democratas deixem de insistir na sua renúncia como principal candidato do partido

biden
Joe Biden recusa pedidos de desistência da corrida eleitoral dos EUA – Créditos: Getty Images

Joe Biden enviou uma carta aos democratas do congresso norte-americano sobre sua permanência na corrida eleitoral. O atual presidente dos Estados Unidos recusou novamente os pedidos de desistência da sua tentativa à reeleição.

Publicidade

“É hora de acabar com isso”, escreveu Biden no documento, de acordo com a agência de notícias Associated Press (AP). “Temos 42 dias para a Convenção Democrata e 119 dias para as eleições gerais. Qualquer enfraquecimento da determinação ou falta de clareza sobre a tarefa que temos pela frente só ajuda Trump e nos prejudica. É hora de nos unirmos, avançarmos como um partido unificado e derrotar Donald Trump.

Aliados de Biden tem demonstrado crescente preocupação sobre sua capacidade mental e física para seguir em campanha. Na semana retrasada, o atual presidente dos EUA teve uma performance debilitada durante um debate contra Trump. Com falas incompletas, um olhar perdido e argumentos incoerentes, o democrata teve sua legitimidade questionada.

Por sua vez, Biden respondeu que seu desempenho foi fruto de um jet lag, ou seja, a diferença de fuso horário que afeta o funcionamento do corpo. Ele havia viajado para a França e a Itália poucos dias antes do evento.

“Decidi viajar pelo mundo algumas vezes, passando por cerca de cem fusos horários antes do debate”, disse. “Não dei ouvidos à minha equipe e voltei e quase adormeci no palco. Isso não é desculpa, mas é uma explicação”.

Publicidade

Biden em contato com democratas

O presidente pretende continuar conversando com legisladores democratas, conforme a CNN. Essa semana será crítica para sua candidatura, já que o recesso no Congresso vai até terça-feira. Os democratas da Câmara dos EUA irão se reunir nesta terça-feira (9) para discutir o futuro do partido.

Na manhã desta segunda, Biden deu uma entrevista à NBC e subiu o tom em relação às críticas que vem recebendo. O político afirmou estar ficando “frustrado com as elites no Partido Democrata”, e desafiou os deputados que são contra sua candidatura a enfrentá-lo na convenção do grupo, que acontece em agosto.

Publicidade
Siga a gente no Google Notícias

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber grátis o Menu Executivo Perfil Brasil, com todo conteúdo, análises e a cobertura mais completa.

Grátis em sua caixa de entrada. Pode cancelar quando quiser.