Conflito Rússia x Ucrânia

Bombardeios em Kharkiv se intensificam, dizem ucranianos

Há dias, as autoridades já alertavam sobre uma grande ofensiva das forças russas. Na cidade e em seus arredores, áreas residenciais são atingidas com fogo de vários lançadores de foguetes, artilharia e tanques

bombardeios-em-kharkiv-se-intensificam-em-nova-fase-da-invasao
Destruição em Kharkiv (Créditos: Chris McGrath/Getty Images)

Os ataques russos estão se intensificando cada vez mais em territórios ucranianos, com bombardeios em Kharkiv. Há dias, as autoridades já alertavam sobre uma grande ofensiva das forças russas. 

Publicidade

De acordo com a CNN, em um distrito a nordeste de Kharkiv projéteis e tiros de armas foram ouvidos antes que as forças ucranianas alertassem a equipe para se mover para um posição mais segura. Na cidade e em seus arredores, áreas residenciais são atingidas com fogo de vários lançadores de foguetes, artilharia e tanques, segundo Oleh Syniehubov, chefe da administração militar regional. 

Vários civis foram mortos e feridos nesses ataques. Nesta segunda-feira (11), Vadym Denysenko, conselheiro do Ministro de Assuntos Internos da Ucrânia afirmou que “Do meu ponto de vista, esta grande ofensiva [no leste] já começou. Temos que entender que essa não será a repetição de 24 de fevereiro, quando começaram os primeiros ataques aéreos e explosões e dissemos: ‘A guerra começou.’ A grande ofensiva de fato já começou”. 

Entenda o conflito

Desde o dia 24 de fevereiro, Vladimir Putin deu início ao conflito contra a Ucrânia ao bombardear regiões do país. A invasão contou com domínios por terra, mar e ar, após autorização do presidente russo.

Publicidade

Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia faça parte da OTAN, uma aliança criada pelos Estados Unidos. O presidente não deseja que uma base inimiga seja estabelecida próxima a seu território, uma vez que a Ucrânia faz fronteira com a Rússia. Esse foi um dos estopins para que Putin iniciasse os ataques.

 

Publicidade