confusão na China

Clientes forçam saída de loja Ikea, em Xangai, ao saber que ela entraria em lockdown da Covid-19; veja vídeo

A motivação para o fechamento foi que a loja recebeu uma pessoa que teve contato com uma criança de 6 anos que testou positivo para Covid-19.

clientes-forcam-saida-de-loja-ikea-em-xangai-ao-saber-que-ela-entraria-em-lockdown-da-covid-19
Momento em que clientes tentam fuga em loja de departamentos em Xangai (Créditos: Reprodução/Twitter)

Clientes de uma loja de departamentos Ikea em Xangai, na China, forçaram a saída do estabelecimento neste sábado (13) após o anúncio de que o local seria fechado, com seus clientes dentro, por causa de suspeita de uma pessoa ter entrado em contato com um infectado por Covid-19.

Publicidade

Vídeos que circulam nas redes sociais chinesas mostram clientes empurrando seguranças em pânico enquanto o sistema de som anunciava que o shopping estava sendo fechado devido ao rastreamento de pessoas que tiveram contato com a doença.

Publicidade

A motivação para o fechamento, segundo apuração da BBC, foi que a loja recebeu uma pessoa que teve contato com uma criança de 6 anos que testou positivo para Covid-19, apesar de estarem assintomáticos.

De acordo com o vice-diretor do comitê de saúde de Xangai, Zhao Dandan, todas as pessoas que estavam na loja ficarão em quarentena por 2 dias em suas casas e serão monitoradas por 5 dias.

Covid em Xangai

Xangai, a cidade mais populosa da China, relatou cinco novas infecções locais da doença no sábado, todas assintomáticas, enquanto 2.467 casos transmitidos internamente foram relatados em todo o país.

Publicidade

A cidade ampliou seu requisito semanal de teste Covid-19 e estendeu os testes gratuitos até o final de setembro, em uma tentativa de manter o vírus sob controle.

Em meio a esse controle rígido, existem relatos de pedidos de fechamento de urgência, inclusive em locais inusitados, como lojas, restaurantes e academias.

Publicidade