Diretor da CIA diz que a China está inquieta com guerra na Ucrânia

Segundo Bill Burns, o presidente Chinês também se preocupa com consequências econômicas

diretor-da-cia-diz-que-a-china-esta-inquieta-com-guerra-na-ucrania
O diretor da CIA (Agência Americana de Inteligência), Bill Burns (Crédito: Reprodução / Twitter @CIA)

O diretor da CIA (Agência Americana de Inteligência), Bill Burns disse que o presidente Chinês está inquieto com a guerra na Ucrânia. O diretor afirmou ao Comitê de Inteligência do Senado dos Estados Unidos, nesta quinta-feira (10). Segundo ele, o presidente Chinês, Xi Jinping está “inquieto” com a invasão russa na Ucrânia, porque “sua própria inteligência não parece ter dito a ele o que iria acontecer.”

Publicidade

De acordo com Burns, a China se preocupa com o dano reputacional que o país pode sofrer, devido a invasão da Rússia à Ucrânia, além das consequências econômicas em um momento e que as taxas de crescimento na China são menores do que em 30 anos. Segundo á CNN, o diretor da agência informou “O presidente Xi provavelmente está um pouco inquieto ao observar a maneira como o presidente Vladimir Putin aproximou americanos e europeus e fortaleceu a aliança transatlântica de maneiras que seriam um pouco difíceis de imaginar antes da invasão.

Os Estados Unidos acompanhou de perto a opinião da China em relação á guerra na Ucrânia. Semanas antes da invasão Putin e Xi, haviam se encontrado e confirmado uma parceria dos dois países, mas de acordo com á CNN, um relatório de inteligência ocidental indicou que mostrou que autoridades chinesas na mesma época pediram aos russos que esperassem até que as Olimpíadas de Pequim terminassem antes de iniciar a ação militar na Ucrânia, mas este documento não deixa claro se Putin conversou sobre o assunto diretamente com o presidente Chinês.

Conflito Rússia e Ucrânia

No dia 24 e fevereiro, o governo russo invadiu à Ucrânia e bombardeou regiões do país. Após várias ameaças Vladimir Putin autorizou os ataques por terra, ar e mar. Alguns dos motivos pelo qual esta invasão aconteceu é a aproximação da Ucrânia com o Ocidente.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia entre para OTAN. Além disso, Putin quer aumentar o seu poder de influência na região. A Rússia e a Ucrânia já passaram por outros conflitos. Por mais que hoje, a Ucrânia seja independente sua relação com a Rússia não é totalmente resolvida.

Publicidade

O presidente Chinês fez uma reunião com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, 20 dias antes do início da invasão da Rússia à Ucrânia.

*Este texto contém informações retiradas da CNN Brasil.

Publicidade