Escassez global foi intensificada na pandemia

Em alguns casos é a falta de produtos em outros alta de preços

escassez-global-foi-intensificada-na-pandemia
Escassez global (Crédito: Sean Gallup/Getty Images)

A escassez global é um problema que tem vários países e setores da economia em 2021 que foi intensificado na pandemia. Em alguns casos é a falta de produtos em outros alta de preços, devido a uma oferta menor do que a procura. Esse cenário que afetou a oferta, que levou a uma demanda intensa conforme os países reabrem e vacinam suas populações, e aumentou na pandemia. Para especialistas, em 2022, esses efeitos devem continuar.

Publicidade

Acontece que não é somente uma crise sanitária. De acordo com à CNN, um professor da FEA-USP, Simão Silber afirma que o mais próximo que o mundo já chegou do cenário atual foi há mais de 40 anos, na chamada Crise do Petróleo. Na década de 1970, os principais países produtores da commodity, localizados no Oriente Médio, represaram suas produções, e os preços explodiram, com um efeito em cadeia.

O especialista ainda comenta para à CNN que atualmente, o pior conceito é o que chegamos, já em um cenário de escassez. É uma oferta menor que a demanda e falta de produtos para atendê-la, no qual envolve uma série de produtos e cadeias, não ficando restrita apenas ao petróleo.

O início da crise atual começou na pandeia através da crise sanitária que fechou as portas de muitos comércios. Com o avanço da vacinação, tudo começou a reabrir com uma demanda intensa e com os preços lá em cima.

Um segundo um especialista, Livio Ribeiro, pesquisador associado do FGV-Ibre e sócio da consultoria BRCG, relatou à CNN que a guerra comercial dos Estados Unidas e da China, a disputa geopolítica entre eles, a saída do Reino Unido da União Europeia, a falta dos combustíveis, a seca no Brasil, entre outros motivos, foram algumas das tensões que deixaram as cadeias mais vulneráveis.

Publicidade

É difícil prever quando a escassez vai acabar, mas segundo o especialista os preços não vão acelerar para sempre, já que a oferta consegue se igualar com a demanda em algum momento.

Publicidade