Estados unidos irão intensificar sanções contra capacidade militar da Rússia

As novas sanções foram resolvidas “em coordenação” com outros países aliados que também vão implementar medidas contra Moscou

Estados unidos irão intensificar sanções contra capacidade militar da Rússia
Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden (Créditos: Drew Angerer/Getty Images)

Depois de colocar sanções à indústria da defesa da Rússia, os Estados Unidos estão considerando mirar em outros setores envolvidos na invasão da Ucrânia lançada por Moscou em fevereiro, disse nesta terça-feira (29), um funcionário do Departamento de Tesouro dos EUA.

Publicidade

“Estamos planejando atingir setores adicionais que são essenciais para a capacidade do Kremlin de operar sua máquina de guerra”, adiantou Wally Adeyemo, subsecretário do Tesouro, de acordo com o texto de um discurso que estava programado para o grupo de especialistas Chatam House, em Londres.

O objetivo é “minar a capacidade da Rússia para construir e manter as ferramentas de guerra”, disse. “Além de sancionar as empresas nos setores que permitem as atividades malígnas do Kremlin, também planejamos tomar medidas para interromper suas cadeias vitais de abastecimento”, expressou Adeyemo.

As novas sanções foram resolvidas “em coordenação” com outros países aliados que também vão implementar medidas contra Moscou. Washington adotou inúmeras medidas contra Moscou em resposta a sua invasão à Ucrânia, incluídas as sanções financeiras contra a indústria de defesa russas anunciadas na semanas passada.

Logo em seguida, Antony Blinken, secretário do Estado americano, destacou que Washington continuará mirando nas empresas que forecem equipamentos de defesa à Rússia, assim como os seus fornecedores.

Publicidade