impactos do conflito

Hungria decreta estado de emergência devido à guerra na Ucrânia

O Parlamento húngaro mudou a constituição para permitir a medida devido ao conflito entre a Rússia e Ucrânia.

hungria-decreta-estado-de-emergencia-devido-a-guerra-na-ucrania
Primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán (Crédito: Omar Marques/Getty Images)

O primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán, decretou um segundo estado de emergência nesta terça-feira (24) para enfrentar as consequências da guerra na Ucrânia. O primeiro, devido à pandemia de Covid-19, deve terminar na próxima semana. “O mundo está vivendo uma crise econômica. A Hungria deve ficar fora desta guerra e proteger a segurança financeira de suas famílias”, publicou o ministro de acordo com informações do UOL.

Publicidade

Um pouco antes do anúncio do estado de emergência e de que seria necessária uma ação imediata, como disse o ministro, o Parlamento húngaro mudou a constituição para permitir a medida devido ao conflito entre a Rússia e Ucrânia.

Defesa

A ONG de defesa dos direitos humanos Tasz denunciou um “estado de emergência permanente” que já havia sido instaurado por causa de um fluxo de refugiados, e pela pandemia da Covid-19. Segundo a Tasz, renovar o estado de emergência permite a Orbán que ele tenha o direito de “restringir ou simplesmente suspender os direitos fundamentais de cada um”.

“Hungria declara estado de emergência devido à guerra na Ucrânia. O primeiro-ministro pró-Kremlin, Viktor Orban, disse em uma mensagem de vídeo que a guerra representa uma ameaça à segurança da Hungria, ao setor financeiro e ao fornecimento de energia”, escreveu no Twitter o portal independente de jornalismo na Ucrânia.

Publicidade