Portugal volta a implementar restrições contra Covid-19

As medidas começam a serem implantadas na próxima quarta-feira, dia 1º de dezembro

portugal-volta-a-implementar-restricoes-contra-covid-19
Crédito: Canva

Portugal volta a implementar restrições contra Covid-19. Com o crescimento de casos na Europa, o país que é um dos líderes em vacinação com 87% da população totalmente vacinada, volta com medidas para conter os avanços de casos da Covid-19. Todos os passageiros que voarem, serão obrigados a apresentar um teste negativo na chegada.

Publicidade

Portugal registrou 3.773 novos casos na quarta-feira, o maior número diário em quatro meses. Na quinta-feira registrou 3.150 casos. Quanto ao números de mortes, continuam abaixo dos níveis em janeiro, quando a situação era mais crítica no país.

Anteriormente, Portugal havia relaxado as regras do combata à Covid-19, devido ao ágil esquema vacinal. Hoje, a decisão do governo de retomar algumas medidas é um preocaução para evitar que os aumentos de casos sejam tão intensos quanto em outros países da Europa. As medidas começam a serem implantadas na próxima quarta-feira, dia 1º de dezembro.

Outra medida, será a exigência do passaporte de vacinação na entrada de restaurantes e hotéis. Doses de reforços, serão oferecidas pelo governo para pelo menos um quarto da população até o final de janeiro.

É importante recordar que a Organização Mundial de Saúde (OMS), vem alertando os demais lugares do mundo com a situação da Europa como uma “chamada de alerta”. Além de que, eles focam que a vacinação insuficiente pode ter causado o aumento desses casos e que devemos encontrar novas táticas para reagir a surtos da Covid-19.

Publicidade

A Eslováquia declarou lockdown parcial que deve durar cerca de duas semanas. Restaurantes e comércios que não forem essenciais, estarão fechados, enquanto escolas permanecerão abertas. A Ástria também entrou com lockdonw. O país tem baixa taxa de vacinação, e devio a isso o comércio não essencial segue fechado.

Países como Alemanha e França também adotaram medidas, principalmente para os não vacinados. Diversos estados da Alemanha estão exigindo a apresentação de certificado de vacinação nos transportes. Na França a vigilância sanitária recomendou a dose reforço para todos os adultos e o uso de máscaras também voltará a ser exigidos em lugares fechados ou em lugares abertos com lotação.