Prefeito de Mariupol afirma que cidade está 90% destruída

A cidade é alvo intenso de ataques e está sitiada. O prefeito também afirmou que 40% de suas infraestruturas são “irrecuperáveis”

Vadim Boichenko, prefeito da cidade portuária de Mariupol, afirmou nesta segunda-feira (4), que a cidade está 90% destruída. A cidade é alvo intenso de ataques e está sitiada. O prefeito também afirmou que 40% de suas infraestruturas são “irrecuperáveis”.

Publicidade

“A triste notícia é que 90% das infraestruturas da cidade estão destruídas e 40% não podem ser recuperadas”, declarou Boinchenko. De acordo com o portal G1, ele confirmou que “cerca de 130.000 pessoas” continuam presas na cidade.

Os civis sitiados em Mariupol estão sem abastecimento de água e comida. O conflito chega a seu 40º dia e com a saída das tropas russas da região da capital Kiev, Mariupol se tornou o principal alvo dos ataques da Rússia.

Entenda o conflito

Desde o dia 24 de fevereiro, Vladimir Putin deu início ao conflito contra a Ucrânia ao bombardear regiões do país. A invasão contou com domínios por terra, mar e ar, após autorização do presidente russo.

Publicidade

Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia faça parte da OTAN, uma aliança criada pelos Estados Unidos. O presidente não deseja que uma base inimiga seja estabelecida próxima a seu território, uma vez que a Ucrânia faz fronteira com a Rússia. Esse foi um dos estopins para que Putin iniciasse os ataques.