Presidente do Haiti foi morto quando investigava envolvimento de autoridades no tráfico, diz NYT

Moïse, foi morto por um grupo de homens armados, ex-soldados colombianos também estavam na noite em que sua casa foi invadida

Presidente do Haiti foi morto quando investigava envolvimento de autoridades no tráfico, diz NYT
Alguns dos envolvidos que estão presos, confessaram que a prioridade era recuperar a lista com os nomes dos suspeitos de traficar drogas (Créditos: Alex Wong/Getty Images)

Antes de seu assassinato em julho, o presidente haitiano Jovenel Moïse, montava uma lista de autoridades e empresários que estariam ligados ao tráfico de drogas, informou o jornal The New York Times no domingo (12), e que ele pretendia entregar os nomes ao governo dos Estados Unidos.

Publicidade

Moïse, foi morto por um grupo de homens armados, ex-soldados colombianos também estavam na noite em que sua casa foi invadida. Cerca de 45 pessoas foram presas por autoridade haitiana, mas até agora ninguém foi acusado pelo crime.

Alguns dos envolvidos que estão presos, confessaram que a prioridade era recuperar a lista com os nomes dos suspeitos de traficar drogas, segundo o Times, citando três autoridades haitianas de nível sênior que têm conhecimento sobre a investigação.

Times escreveu que, “o documento era parte de uma série de confrontos maiores entre Moïse e políticos e empresários poderosos, alguns suspeitos de envolvimento com tráfico de narcóticos e de armas”.

Ariel Henry, um porta-voz do primeiro-ministro, não respondeu imediatamente a um pedido de comentários.

Publicidade

O Haiti, ficou com um vácuo no poder depois do assassiantoa de Moïse, que alimentou uma onda de sequestros por parte de gangues que no momento controlam grande parte do país caribenho..

O governo promete fazer justiça, mas autoridades do Judiciário dizem que estão sofrendo ameaças de morte e intimidação. 

“Haiti: Jovenel Moïse Biquinho matou a lista do tráfico de drogas e armas, de acordo com o The New-York Times”

Publicidade