Mario Draghi

Primeiro-ministro italiano apresenta nova renúncia

O presidente convocará novas eleições, que devem ocorrer em outubro.

Mario Draghi, primeiro-ministro da Itália, renuncia ao cargo
Mario Draghi comandava uma coalizão que ia de centro-esquerda até ultra direita (Crédito: Sean Gallup/Getty Images)

O primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, apresentou renúncia ao cargo nesta quinta-feira (21), depois que seu governo de coalizão de unidade nacional entrou em colapso. É a segunda vez que Draghi apresenta renúncia ao cargo.

Publicidade

Draghi perdeu apoio dos principais partidos de coalizão, o que tem tornado sua posição insustentável, sob a alegação de falta de governabilidade. A decisão veio depois que o Forza Italia, o partido de direita de Silvio Berlusconi, a Liga, o partido de extrema-direita de Matteo Salvini e o partido antissistema Movimento 5 Estrelas (M5E) se recusaram a participar de um voto de confiança.

Draghi “reiterou sua renúncia e a do Executivo que chefia“, disse a nota da Presidência, especificando que “foi informada” da decisão e que ele permanecerá no cargo por enquanto para “dirigir os assuntos atuais”.

Publicidade