Putin autoriza envio de tropas para o leste da Ucrânia

O envio foi autorizado no mesmo dia em que Putin oficializava a independência de Donetsk e Luhansk

putin-autoriza-envio-de-tropas-para-o-leste-da-ucrania
O conflito entre forças do governo e separatistas apoiados por Moscou já matou pelo menos 15 mil pessoas desde 2014. (Crédito: Canva Fotos)

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, autorizou nesta segunda-feira (21) o envio de militares russos para “manter a paz” nas regiões separatistas da Ucrânia.

Publicidade

Divulgado pela agência estatal RIA, o decreto foi assinado no mesmo momento em que Putin oficializava o reconhecimento da independência de Donetsk e Luhansk.

“Após apelo do líder da República Popular de Donetsk, ordeno que o Ministério de Defesa da Federação Russa […] implemente, com suas Forças Armadas, no território de Donetsk a função de manutenção da paz”, diz o decreto.

Com a decisão de Putin, a paz no leste ucraniano é incerta. O conflito entre forças do governo e separatistas apoiados por Moscou já matou pelo menos 15 mil pessoas.

Início do conflito na região

Rússia e Ucrânia possuem relações diplomáticas ruins desde a chegada ao poder dos setores pró-Ocidente em Kiev após a anexação da península ucraniana da Crimeia pelos russos em 2014.

Publicidade

A Ucrânia e os ocidentais acusam o Kremlin de apoiar militarmente os separatistas, algo que a Rússia nega.

Os acordos de Minsk, assinados em 2015, tornaram possível reduzir significativamente os confrontos, mas eles continuam desde então, ainda que em ritmo reduzido. Os acordos preveem a reunificação de ambas as regiões com a Ucrânia, mas com Kiev concedendo ampla autonomia às duas regiões.

“Kiev não está observando os acordos de Minsk. Nossos cidadãos e compatriotas que vivem em Donbass precisam de nossa ajuda e apoio”, escreveu Vyacheslav Volodin, presidente da Câmara dos Deputados da Rússia, nas redes sociais, para justificar o pedido de reconhecimento.

Publicidade

Tradução do post de Christopher Miller, correspondente do BuzzFeed na Ucrânia: ”Putin ordena tropas russas para Donetsk e Luhansk, leste da Ucrânia. Os decretos recém-publicados exigem que as missões russas de “manutenção da paz” sejam enviadas imediatamente para os territórios recém-reconhecidos. Ao mesmo tempo, a mídia russa está cheia de relatos de ataques ucranianos.”

Publicidade