Rússia afirma que ataques só param quando a Ucrânia ceder os territórios

Dmitry Peskov, porta-voz da Rússia, informou as demandas exigidas. Entre elas está o reconhecimento da Crimeia como território russo

Rússia afirma que ataques só param quando a Ucrânia ceder os territórios
Moradores de Irpin, Ucrânia, fogem de intensos combates por meio de uma ponte destruída quando as forças russas entraram na cidade (Crédito: Chris McGrath/ Getty Images)

A Rússia afirmou que os ataques só serão interrompidos depois que a Ucrânia ceder os territórios. Segundo o G1, o porta-voz da Rússia, Dmitry Peskov, informou algumas demandas exigidas pelo país para que o conflito termine.

Publicidade

Entre os pedidos estão o fim das ações militares da Ucrânia, mudança da constituição em prol da neutralidade – para impedir a entrada da Ucrânia na OTAN – reconhecimento da Crimeia como território russo, além de reconhecer os países Donetsk e Luhansk como independentes.

A declaração russa foi dada a Reuters, e é a mais explícita até o momento para cessar os ataques nomeados como “operação militar especial” na Ucrânia, que chegaram já em seu 12º dia.

Conflito Rússia x Ucrânia

O governo russo invadiu à Ucrânia e bombardeou regiões do país no dia 24 de fevereiro. Após várias ameaças, Vladimir Putin autorizou os ataques por terra, ar e mar. Alguns dos motivos pelo qual esta invasão aconteceu é a aproximação da Ucrânia com o Ocidente.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia entre para OTAN. Além disso, Putin quer aumentar o seu poder de influência na região. A Rússia e a Ucrânia já passaram por outros conflitos. Por mais que hoje, a Ucrânia seja independente sua relação com a Rússia não é totalmente resolvida.

Publicidade