Conflito Rússia x Ucrânia

Ucrânia acusa Rússia de violar cessar-fogo em Mariupol

O Ministério da Defesa de Moscou havia decretado o cessar-fogo no complexo siderúrgico, onde civis e militares estão cercados há dias.

ucrania-acusa-russia-de-violar-cessar-fogo-em-mariupol
Mariupol, Ucrânia (Créditos: Pierre Crom/Getty Images)

O exército ucraniano acusou a Rússia nesta quinta-feira (5) de violar o cessar-fogo prometido na quarta-feira (4), para retirada de civis da siderúrgica de Azovstal, em Mariupol.

Publicidade

O Ministério da Defesa de Moscou decretou o cessar-fogo no complexo siderúrgico, onde civis e militares estão cercados há dias. Segundo as autoridades ucranianas, as tropas de Moscou retomaram a ofensiva com o uso de aeronaves de apoio para assumir o controle da fábrica e acusou a Rússia de “querer aniquilar” os últimos resistentes.

De acordo com a Folha de São Paulo, Dmitri Peskov, porta-voz do Kremlin, afirmou nesta quinta-feira (5) que o exército do país está respeitando o cessar-fogo e que os corredores humanitários “estão funcionando”.

Entenda o conflito

Desde o dia 24 de fevereiro, Vladimir Putin deu início ao conflito contra a Ucrânia ao bombardear regiões do país. A invasão contou com domínios por terra, mar e ar, após autorização do presidente russo.

Publicidade

Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia faça parte da OTAN, uma aliança criada pelos Estados Unidos. O presidente não deseja que uma base inimiga seja estabelecida próxima a seu território, uma vez que a Ucrânia faz fronteira com a Rússia. Esse foi um dos estopins para que Putin iniciasse os ataques.