Conflito Rússia X Ucrânia

União Europeia aprova nova ajuda militar para Ucrânia

No total, a União Europeia já ajudou o país ucraniano com US$ 1,64 bilhões (R$ 7,6 bilhões)

uniao-europeia-aprova-nova-ajuda-militar-para-ucrania
Chefe de políticas exteriores da União Europeia, Josep Borrel (Crédito: Pablo Blazquez Dominguez/Getty Images)

A União Europeia aprovou nesta quarta-feira (13), uma nova ajuda militar no valor de US$ 543 milhões (cerca de R$ 2,5 bilhões) para a Ucrânia. Segundo o Conselho Europeu, o novo pacote financia equipamentos de proteção pessoal, kits de primeiros socorros e combustível, além de equipamentos militares com propósito defensivo.

Publicidade

De acordo com a CNN, em um comunicado o chefe de políticas exteriores da União Europeia, Josep Borrel afirmou que é crucial que o apoio à Ucrânia seja mantido. “Enquanto a Rússia se prepara para uma ofensiva no leste da Ucrânia, é crucial que continuemos e aprimoremos nosso apoio militar para que a Ucrânia defenda seu território e sua população, e previna mais sofrimento”.

No total, a União Europeia já ajudou o país ucraniano com US$ 1,64 bilhões (R$ 7,6 bilhões). A líder da UE, Ursula von der Leyen publicou em sua rede social que foram arrecadados € 9,1 bilhões para apoiar aqueles que fogem da invasão da Rússia, dentro e fora do país. “E mais apoio virá. Estamos com o bravo povo da Ucrânia.”

Conflito Rússia e Ucrânia

No dia 24 e fevereiro, o governo russo invadiu a Ucrânia e bombardeou regiões do país. Após várias ameaças, Vladimir Putin autorizou os ataques por terra, ar e mar. Um dos motivos desta invasão é a aproximação da Ucrânia com o Ocidente.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia entre para OTAN. Além disso, Putin quer aumentar o seu poder de influência na região. A Rússia e a Ucrânia já passaram por outros conflitos. Por mais que hoje, a Ucrânia seja independente, sua relação com a Rússia não é totalmente resolvida.

Publicidade

No domingo (10), a presidente da União Europeia compartilhou uma mensagem de solidariedade a Ucrânia. “Mais de 10 milhões de pessoas tiveram que fugir das bombas de Putin e buscar abrigo na Ucrânia ou em países vizinhos. Ontem o mundo se uniu com uma poderosa mensagem de unidade e solidariedade. Querido povo ucraniano, permaneça forte. Nós estamos com você. Nós #StandUpForUkraine.”

Publicidade