Suspeitas Infundadas

Fachin determina que Bolsonaro se pronuncie em 5 dias sobre encontro com embaixadores

O encontro de Bolsonaro com os embaixadores aconteceu na última segunda-feira (18), e o chefe do Executivo repetiu o discurso, sem apresentar provas, que questiona a credibilidade das urnas eletrônicas.

Edson Fachin determina 5 dias para que Bolsonaro se pronuncie sobre seu encontro com embaixadores
Edson Fachin (foto) deixará a presidência rotativa do TSE, durante o período eleitoral, para dar lugar ao ministro Alexandre de Moraes (Crédito: Valter Campanato/Agência Brasil)

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, determinou que o presidente Jair Bolsonaro (PL) se manifeste em até cinco dias sobre o encontro que teve com embaixadores em Brasília. A determinação de Fachin foi anunciada nesta quinta-feira (21).

Publicidade

O encontro de Bolsonaro com os embaixadores aconteceu na última segunda-feira (18), e o chefe do Executivo repetiu o discurso, sem apresentar provas, que questiona a credibilidade das urnas eletrônicas e do processo eleitoral brasileiro. Após esta reunião, diversos partidos entraram com ações contra Jair Bolsonaro pedindo que os vídeos do encontro sejam retirados das redes por apresentarem conteúdo falacioso.

O PDT, partido do candidato Ciro Gomes, pede que os vídeos sejam retirados do ar e que Jair Bolsonaro pague uma multa por campanha antecipada. O PCdoB e a Rede também pediram a retirada dos conteúdos da internet e exigem que Bolsonaro poste uma errata desmentindo as informações do vídeo. O PT, além de também pedir a retirada dos vídeos, deseja que Bolsonaro seja impedido de fazer mais publicações com o mesmo teor.

Nesta semana, vários políticos e agentes públicos repudiaram os questionamentos feitos por Bolsonaro no encontro com os embaixadores.

Publicidade