alta de 0,8%

Lula comemora resultado do PIB: “estamos no rumo certo”

Em um período de 12 meses, a economia registrou um crescimento de 2,5%, totalizando R$ 2,7 trilhões em valores correntes

A consolidação abrangerá investimento em salas de aula, laboratórios, auditórios, bibliotecas, refeitórios e moradias
Presidente Lula Anuncia Investimento de R$ 5,5 Bilhões em Universidades e Institutos Federais – Crédito: Joédson Alves / Agência Brasil

Nesta terça-feira (4), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva expressou satisfação com o aumento do Produto Interno Bruto (PIB), que representa a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, durante o primeiro trimestre de 2024.

Publicidade

O crescimento alcançou 0,8% em comparação com o desempenho econômico do último trimestre do ano anterior, marcando uma mudança positiva após dois trimestres consecutivos de estabilidade.

O PIB avançou no primeiro trimestre deste ano puxado por maior consumo das famílias e serviços. Outra boa notícia é que, segundo a previsão do FMI [Fundo Monetário Internacional], o Brasil subirá mais uma posição, chegando a 8º PIB mundial. Mais uma prova de que estamos no rumo certo”, disse Lula, em seu perfil na rede social X.

Alta do PIB

Em um período de 12 meses, a economia registrou um crescimento de 2,5%, totalizando um PIB de R$ 2,7 trilhões em valores correntes. Comparado com o trimestre anterior, onde houve uma queda de 0,1% no final de 2023, o aumento de 0,8% do PIB em 2024 indica uma retomada. Esse resultado representa o maior crescimento desde o segundo trimestre de 2023, quando a economia expandiu em 0,9%.

O Ministério da Fazenda ressaltou que o resultado foi influenciado pelo crescimento acima do esperado do PIB de serviços, repercutindo a expansão da massa de rendimentos, das concessões de crédito e o pagamento de precatórios.

Publicidade

O resultado veio acima da mediana das previsões de mercado e em linha com a projeção da Secretaria de Política Econômica. Avanços expressivos foram verificados para atividades de informação e comunicação e imobiliárias, para o comércio, para os transportes e para outras atividades de serviços, relacionadas a serviços prestados às famílias”, afirmou em nota.

Além disso, o comunicado ressalta que, entre os países que compõem o G20 e já divulgaram os resultados do PIB para o período, o Brasil está em 5º lugar em termos de variação trimestral, 8º lugar na comparação anual e 7º lugar no acumulado de quatro trimestres. A liderança em termos de variação trimestral, com ajuste sazonal, é ocupada pela Turquia (2,4%), seguida pela China (1,6%), Arábia Saudita (1,3%) e Coreia do Sul (1,3%). O G20 consiste nos ministros de Finanças e chefes dos bancos centrais das 19 maiores economias do mundo, além da União Africana e da União Europeia.

Publicidade

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber grátis o Menu Executivo Perfil Brasil, com todo conteúdo, análises e a cobertura mais completa.

Grátis em sua caixa de entrada. Pode cancelar quando quiser.