Eleições Pacíficas

Transparência Eleitoral Brasil diz que eleições fluem com normalidade

Entre os locais observados há, inclusive, centros de detenção e aldeias indígenas.

Transparência Eleitoral Brasil diz que eleições fluem com normalidade
Ana Cláudia Santano, coordenadora-geral da Transparência Eleitoral Brasil (Crédito: José Cruz/Agência Brasil)

Entidade observadora das Eleições 2022 e membro da Comissão de Transparência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a organização da sociedade civil Transparência Eleitoral Brasil informou que, na manhã deste domingo (2) de eleições, as votações estão ocorrendo de forma tranquila, com as filas fluindo normalmente.

Publicidade

“Ao que tudo indica, o eleitorado está fazendo eleições pacíficas, tal qual sempre se fez no Brasil”, disse a coordenadora-geral da Transparência Eleitoral Brasil, Ana Cláudia Santano, durante coletiva de imprensa que contou com a participação de representantes de missões internacionais de diversos países.

Segundo a coordenadora, 98 observadores estão acompanhando as eleições em cinco capitais: João Pessoa, Fortaleza, Curitiba, Belo Horizonte e Belém. Entre os locais observados há, inclusive, centros de detenção e aldeias indígenas.

“Em um primeiro momento, observamos [procedimentos como] emissão da zerésima [comprovante que garante não haver qualquer voto registrado na urna em seu momento de inicialização]; a presença de mesários, que é uma preocupação especial devido a um contexto de violência que vem sendo observado no país; as indicações de acesso dos eleitores [aos locais de votação]; as condições das cabines; as filas e eventuais falhas técnicas”, disse Santano.

Segundo ela, as filas estão “fluindo normalmente, com cada eleitor levando entre 3 e 4 minutos para votar, o que é considerado uma ótima média”. A avaliação feita pela entidade indica que, durante a manhã, as pessoas estavam “votando com tranquilidade” e que há, nos locais de votação, “informações suficientes para ajudar os eleitores”.

Publicidade

“A maioria das sessões abriram pontualmente às 8h. Nenhum caso de atraso superior a meia hora foi registrado. As urnas, em sua grande maioria, estavam bem instaladas, de forma a garantir o sigilo do voto. Foram poucos relatos de montagem indevida de urnas. Além disso, a capacitação de funcionários foi aperfeiçoada”, acrescentou

A representante da comissão disse que, até o momento, não havia nenhum relato de problema significativo envolvendo urnas ou voto. “De todas as urnas acompanhadas, houve apenas cinco relatos de falhas. Todas foram resolvidas. Duas tiveram problemas na hora da emissão da zerésima; e três apresentaram travamentos. Todos os casos foram resolvidos com a reinicialização da urna”.

Publicidade