Internações por Covid-19 caem pelo 8º dia no estado de SP

Com 80% da população vacinada a média nova de novas internações reduziu 20%

internacoes-por-Covid-19-caem-pelo-8o-dia-no-estado-de-sp
Com mais de 80% da população vacinada com duas doses e quase 18 milhões de doses de reforço aplicadas, o estado reduz as internações (Crédito: Andreas Rentz/Getty Images)

As internações por Covid-19 no estado de São Paulo, caíram pelo 8º dia consecutivo. Nesta quarta-feira (9), o estado registrou 9.797 pessoas em hospitais. No dia 2 de fevereiro o registro apresentava 1.492 pessoas a mais. A média nova de novas internações já reduziu quase 20%.

Publicidade

De acordo com um anúncio realizado pelo governador João Doria, devido o avanço da vacinação, o número de pacientes internados por Covid-19 em SP caiu. Com mais de 80% da população vacinada com duas doses e quase 18 milhões de doses de reforço aplicadas, o estado reduz as internações em enfermarias e UTis.

Segundo o governador a evolução da vacina teve efeito direto na redução das internações. “A evolução da vacina teve efeito decisivo e direto neste recuo de internações nestes últimos oito dias. São Paulo ultrapassou a marca de 80% da população com imunização completa com duas doses, e 52% das crianças entre 5 e 11 anos que já receberam a primeira dose da vacina, recorde em todo país”.

Os 645 municípios do estado possuem doses suficientes para a vacinação de 100% das crianças de 6 a 11 anos. As crianças de 5 anos e as imunossuprimidas de 5 a 11 anos só podem receber o imunizante da Pfizer, enquanto as demais podem receber da Coronavac.

São Paulo vacinou no começo de fevereiro quase 2,7 milhões de pessoas, sendo 1,6 milhão com a dose de reforço. O estado é o que mais vacina no Brasil com a terceira dose e o que mais vacina o público infantil com um total de 2,1 milhões de doses aplicadas.

Publicidade

“A vacinação é a grande responsável ao longo da pandemia pela redução de casos graves e óbitos por Covid-19. São Paulo tem bons números, mas queremos ampliar e proteger toda a população. Fundamental que neste momento os pais e responsáveis levem seus filhos nos postos de vacinação para receber a primeira dose, pois todos os imunizantes aprovados pela Anvisa são seguros e eficazes”, destacou a Coordenadora do Plano Estadual de Imunização, Regiane de Paula.

A Secretaria de Estado da Saúde reforça para que os atrasados, atualizem o seu esquema vacinal com a dose reforço ou com a segunda dose, caso ainda não tenha tomado. Desde novembro, houve uma redução de 50% do número de faltosos em relação a segunda dose, mas cerca de 2,1 milhões de pessoas ainda precisam tomar. Quanto a terceira dose, SP tem 10 milhões de pessoas elegíveis entre todos os públicos para receber a terceira dose.