Chega em Setembro

Ministério da Saúde encomenda 50 mil doses de vacina contra varíola dos macacos

O imunizante será produzido pela empresa dinamarquesa de biotecnologia Bavarian Nordic.

Ministério da Saúde encomenda 50 mil doses de vacina contra varíola dos macacos
Ministério da Saúde encomendou 50 mil doses de vacina. (Crédito: Chris Livingston/Getty Images)

Durante entrevista coletiva concedida na tarde desta sexta-feira (29), o secretário do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, afirmou que a primeira remessa de vacina contra a varíola dos macacos chega ao país em setembro. E a segunda deve ser entregue em novembro.

Publicidade

“O Ministério da Saúde fez sua encomenda à Opas [Organização Pan-Americana de Saúde] de 50 mil doses de vacina [contra a varíola dos macacos]. Para se ter uma ideia, para toda a região das Américas, o pedido do fundo rotatório é da aquisição de 100 mil doses de vacinas”, explicou Medeiros.

Porém, o secretário também explicou que a Organização Mundial da Saúde (OMS) não recomenda a vacinação em massa contra a doença. A OMS orienta a vacina apenas para as pessoas que tiveram contato com alguém contaminado ou que tenham alto risco de infecção.

O imunizante será produzido pela empresa dinamarquesa de biotecnologia Bavarian Nordic.

Na entrevista, Arnaldo Medeiros também comentou sobre a possibilidade do Brasil começar a produzir vacina contra a varíola dos macacos:

Publicidade

“Com relação às tratativas com o Instituto Butantan, [o Instituto Butantan] é parceiro do Ministério da Saúde em inúmeros imunobiológicos. Obviamente, se o Instituto Butantan tiver a capacidade e agilidade de produzir a vacina o quanto antes, nós iremos fazer tratativas com o Instituto Butantan, com Bio-Manguinhos ou com qualquer outro laboratório público nacional, ou mesmo outro laboratório que não seja público, para adquirirmos mais vacina, caso haja essa necessidade.”