"Risco Reduzido"

Anvisa mantém obrigatoriedade do uso de máscaras em aeronaves

A obrigatoriedade do uso de máscaras foi mantida, porém o serviço de bordo pode ser reestabelecido a partir do dia 22 de maio.

Anvisa mantém obrigatoriedade do uso de máscaras em aeronaves
A flexibilização de medidas sanitárias auxiliam na volta à normalidade, porém a pandemia ainda não acabou (Crédito: Erik S. Lesser/Getty Images)

Nesta quinta-feira (12) a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) atualizou as medidas sanitárias em aeroportos e aeronaves. A obrigatoriedade do uso de máscaras foi mantida, porém o serviço de bordo pode ser reestabelecido a partir do dia 22 de maio.

Publicidade

Segundo o órgão regulador, a flexibilização do uso de máscaras para a alimentação durante os voos pode ocorrer por conta do baixo risco de contágio entre os passageiros.

A recomendação da Anvisa é de que os lanches sejam “os mais breves possíveis”, “de modo a não prejudicar significativamente o uso de máscaras de proteção facial pelos viajantes”.

“Recomenda-se, também, que todos os resíduos sólidos gerados pelo serviço de bordo sejam recolhidos o mais breve possível, sendo que especial atenção deve ser dada aos objetos que possam ter tido contato direto ou indireto com a boca do viajante, como copos, pratos, garfos e outros”, diz nota da Agência.

Além do serviço de bordo, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária também autorizou o uso da capacidade máxima das aeronaves.

 

Publicidade