Combalido

Bolsonaro pode não concluir o mandato? Entenda

Ao longo das últimas duas semanas, o presidente participou de poucos compromissos.

Bolsonaro pode não concluir o mandato? Entenda
Assessores relatam um certo “desânimo” de Jair Bolsonaro (Crédito: Wagner Meier/Getty Images)

Assessores próximos do presidente Jair Bolsonaro (PL) temem que ele não consiga terminar o mandato após a derrota nas eleições. A razão seria o seu psicológico. Estes assessores descrevem o estado do chefe do Executivo como “apático” ou “depressivo”.

Publicidade

Nas últimas semanas, Bolsonaro não apareceu nem em suas tradicionais lives de quinta-feira. Para algumas lideranças de seu partido, o PL, é o momento do presidente ressurgir para se colocar como líder da oposição ao futuro governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Na prática, Bolsonaro está afastado do mandato desde o dia 30 de outubro, dia da eleição. Ao longo das últimas duas semanas, o presidente participou de poucos compromissos. A sua única aparição pública foi quando se pronunciou, por menos de dois minutos, sobre o resultado das eleições.

A estratégia do chefe do Executivo tem sido considerada um erro por pessoas do seu entorno. Segundo a coluna de Guilherme Amado, do site Metrópoles, o Planalto acredita que os próprios apoiadores de Bolsonaro passarão a cobrar algum tipo de pronunciamento do presidente derrotado.

De acordo com uma matéria da revista Forum, o deputado federal Paulo Pimenta (PT) afirma ter relatos que confirmam as informações dos assessores. Segundo Pimenta, Bolsonaro “está abalado emocionalmente e psicologicamente (…) A rigor estamos sem presidente”.

Publicidade

Publicidade

 

 

 

Publicidade