DEMOCRACIA SEM IDADE

Brasil tem recorde histórico de eleitores em 2022

Eleitorado terá 9,1 milhões de votantes a mais em comparação à 2018. Entre a população de 16 e 17 anos, aptos a votar cresceram mais de 50%.

Brasil tem 716 mil jovens entre 16 e 17 anos aptos a votar do que tinha em 2018 (Créditos: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil)

Segundo dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral nesta sexta-feira (15), o Brasil tem 156,4 milhões eleitores aptos para votar em 2022, um número recorde na história do país. A maior parte dos novos eleitores vem do público maior de 70 anos, seguido pela faixa etária de 16 e 17 anos

Publicidade

O Tribunal informou que a população apta a votar nessa faixa etária cresceu em 716.164 eleitores desde 2018. Este valor representa um aumento de 51,13%. No início deste ano, o TSE havia investido em influenciadores digitais, artistas e contou com a colaboração de políticos para realizar uma campanha de apelo para os jovens tirarem seus títulos de eleitores.

Já a população idosa também apresentou mais aptidão para continuar participando do processo democrático e liderou na obtenção desse recorde de eleitores. Entre os maiores de 70 anos, são 2,8 milhões de pessoas a mais no eleitorado. Número corresponde a um aumento de 23,82%.

Em questão de sexo, as mulheres são a maioria no eleitorado, representando 52,65% do público total. Enquanto os homens são 47,33% dos votantes.

Sobre a distribuição geográfica, metade do eleitorado está no sudeste, com São Paulo seguindo sendo o maior colégio eleitoral do Brasil (22% do total). A região é seguida por Nordeste, depois Sul, Norte e Centro-Oeste.

Publicidade

Os níveis de formação predominantes também mudaram. Em 2018, a maioria dos eleitores não possuíam o ensino fundamental completo, porém este ano a maior parcela dos aptos a votar (26,31%) tem o ensino médio completo.