MORTE CEREBRAL

Campeão mundial de Jiu-jitsu, Leandro Lo, é baleado e morto em São Paulo

Lutador foi morto após tentar separar uma briga que acontecia dentro de um clube na zona sul.

Campeão mundial de Jiu-jitsu, Leandro Lo, é baleado e morto em São Paulo
Leandro foi fundador de uma escola de jiu-jitsu em São Paulo e considerado um dos melhores lutadores da arte marcial (Crédtios: Reprodução)

Leandro Lo, multicampeão mundial de jiu-jitsu, foi baleado e morto na zona sul de São Paulo na madrugada deste domingo (7) após tentar separar uma briga num clube. O autor dos disparos foi um policial militar.

Publicidade

Segundo o advogado da família, Leandro estava aproveitando o show do grupo de pagode Pixote quando se envolveu numa briga. Para acalmar a situação, ele teria aplicado um golpe para imobilizar o outro agressor e depois se afastou. Quando Leandro baixou sua guarda, o policial militar Henrique Otávio Oliveira Veloso decidiu se vingar, sacou sua arma e atirou na cabeça do lutador.

Testemunhas contaram que mesmo com o corpo de Leandro aparentemente morto, Henrique ainda o chutou duas vezes antes de fugir do local. O crime foi registrado como tentativa de homicídio.

O crime aconteceu no Clube Sírio, no bairro de Indianápolis. Poucas pessoas ouviram a confusão e o disparo por conta do show que acontecia no local.

Leandro chegou a ser socorrido e levado para o hospital, mas teve sua morte decretada no local. Henrique Otávio Oliveira está foragido até o momento.

Publicidade

O lutador já havia sido campeão da copa do mundo de jiu-jitsu, havia vencido o campeonato panamericano e deixou para trás seu legado na escola de luta que fundou em São Paulo, a NS Brotherhood.

 

 

Publicidade