Crise na Petrobras

José Mauro Coelho renuncia ao cargo de presidente da Petrobras

José Coelho deixa a estatal em meio à crise de reajustes nos preços dos combustíveis.

Coelho renuncia o cargo de presidente da Petrobras
Ex-presidente da Petrobras, José Mauro Coelho (Crédito: Reprodução/ Redes Sociais)

Três dias após um novo reajuste no preço dos combustíveis, José Mauro Coelho renunciou ao cargo de presidente da Petrobras. A decisão ocorreu nesta segunda-feira (20). Coelho já havia sido demitido há um mês atrás por Jair Bolsonaro. No entanto, o processo de checagem do candidato a ser seu substituto não tinha sido iniciado. A renúncia, informada hoje (20) pela Petrobras, acelerou a ação. Segundo a estatal, “a nomeação de um presidente interino será examinada pelo Conselho de Administração da Petrobras a partir de agora”.

Publicidade

A saída do executivo responde a pressão do governo sobre a Petrobras. O presidente da Câmara, Arthur Lira, afirmou na sexta-feira (17) que Coelho deveria renunciar “imediatamente” do cargo de presidente da Petrobras. O comentário de Lira se fez após a estatal anunciar um reajuste de 14% no diesel e 5% na gasolina. 

Com o novo reajuste, o governo sugeriu uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre a estatal. As constantes altas no preço dos combustíveis fizeram o governo buscar medidas para esfriar o preço cobrado nas bombas. O projeto de lei que estabeleceu um teto de 17% sobre o ICMS foi aprovado pela Câmara dos Deputados na semana passada.

Publicidade