Ex-coordenador da Lava Jato, Dallagnol se filia ao Podemos

A filiação ocorreu em um hotel em Curitiba e contou com a participação do ex-juiz Sérgio Moro

ex-coordenador-da-lava-jato-dallagnol-se-filia-ao-podemos
Deltan Dallagnol participa de audiência pública na ALEP, em Curitiba. 24/10/2016 (Crédito: Pedro de Oliveira/ ALEP)

O ex-coordenador da Lava Jato no Paraná, Deltan Dallagnol se filiou ao Podemos durante uma cerimonia realizada na sexta-feira (10).

Publicidade

A filiação ocorreu em um hotel em Curitiba e contou com a participação do ex-juiz Sérgio Moro, que também se juntou ao partido em novembro e da presidente nacional do Podemos, Renata Abreu.

Deltan não especificou o cargo que pretende se candidatar, porém Renata deixou claro em seu discurso que o ex-coordenador deve concorrer como deputado federal.

Durante sua fala, Dallagnol criticou decisões do STF (Supremo Tribunal Federal) e defendeu sua participação na Operação Lava Jato. “(A decisão sobre a prisão em segunda instância) Institucionalizou a impunidade dos corruptos no Brasil. Nós vimos o STF também desestimular as delações premiadas e a devolução do dinheiro que havia sido desviado de todos nós”, declarou. Deltan também disse que todas as decisões e ações da Lava Jato ”seguiram a regra do jogo”.

O senador Álvaro Dias (Podemos-PR), que estava sentado ao lado de Deltan durante a cerimônia, disse que Sergio Moro e o ex-coordenador são os “estandartes da esperança” por terem combatido os “barões da corrupção” e os “meliantes de colarinho branco”. Álvaro ainda completou dizendo que o Dallagnol e Moro são “perseguidos e injustiçados”.

Publicidade

Cabo Eleitoral

Dallagnol é tratado como ”provável eleito” por integrantes importantes do partido. O agora político será cabo eleitoral de Sergio Moro no sul do país. Porém, não acompanhará o candidato a presidência pelo Norte e Nordeste, já que apresenta baixa popularidade nessas regiões.

Publicidade