Calote

Homem é preso por dar calote de R$ 5,2 mil em bar de Palmas

Em Goiânia, ele fingiu passar mal para não pagar uma conta de R$ 6 mil. Após a prisão, Ruan foi levado a uma delegacia e confessou o crime.

homem-e-preso-por-dar-calote-de-r-52-mil-em-bar-de-palmas
Ruan Pamponet Costa (Créditos: Reprodução/ TV Anhanguera)

O homem preso em Palmas é suspeito de dar um calote de R$ 5,2 mil em um bar da Praia Graciosa. Ruan Pamponet Costa é investigado por aplicar golpes em outros seis estados e no Distrito Federal. Em Goiânia, ele fingiu passar mal para não pagar uma conta de R$ 6 mil.

Publicidade

Após a prisão, Ruan foi levado a uma delegacia e confessou o crime. Posteriormente, foi encaminhado para a Unidade Penal de Palmas. Segundo o portal G1, nenhum advogado do suspeito foi localizado.

Desde 2019, o homem é suspeito de cometer o mesmo crime em estabelecimentos dos estados de Goiás, Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Pernambuco, Ceará e no Distrito Federal. Em alguns dos casos, ele teria se passado por jogador de futebol e dado calotes de valores entre R$ 2 mil e R$ 4 mil.

A prisão ocorreu no início na noite desta quinta-feira (21), em um bar da Praia da Graciosa. Na comanda de Ruan havia duas garrafas de whiskey de R$1,4 mil cada, energéticos, cervejas, gin importado e lula empanada. Ainda, chegou a pedir produtos para pessoas que estavam em outras meses, o que gerou desconfiança nos atendentes do estabelecimento.

Quando o homem se recusou a pagar o valor da conta, a Polícia Militar foi acionada, identificou o suspeito e fez a prisão. “Esse cidadão é um criminoso costumaz com diversas passagens pelo Brasil, em vários estados”, disse Luzimar de Oliveira, tenente da PM.

Publicidade

No último sábado (16), Ruan foi preso em Goiânia, após dar um calote em um bar e não pagar a conta de R$ 6,2 mil. Na ocasião, ele compartilhou whiskys e pratos com amigos e mulheres. O gerente do bar alegou que Ruan começou a passar mal na hora de pagar a conta e o Corpo de Bombeiros foi acionado. No entanto, perceberam que ele estava fingindo e então cliente afirmou que não pagaria a conta.

 

 

Publicidade