farpas eleitorais

Lula diz que Ciro precisa ‘‘tomar um calmante’’

Na segunda (6), Ciro afirmou que o Brasil “vai amanhecer em guerra” caso Lula seja eleito.

lula-diz-que-ciro-precisa-tomar-um-calmante
Lula da Silva (esq.) e Ciro Gomes (dir.) (Crédito: Pedro Vilela/Getty Images e Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O ex-presidente e pré-candidato à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), disse nesta quarta-feira (8) que Ciro Gomes (PDT) precisa “tomar um calmante”. A declaração foi feita durante entrevista à rádio Itatiaia do Vale do Aço.

Publicidade

“Olha, eu tive uma bela relação com Ciro. Eu acho que o Ciro sinceramente está precisando de um calmante”, disse Lula, depois de ser questionado sobre o pré-candidato do PDT ao Planalto.

Na segunda-feira (6), Ciro afirmou que o Brasil “vai amanhecer em guerra” caso Lula seja eleito. Em resposta a essa declaração, Lula disse o Brasil vai acordar sorrindo caso vença o pleito: “Acho que se a gente ganhar as eleições, este país vai acordar sorrindo. Porque o que ganha eleições é a esperança, e o presidente que mais fez políticas para este país”. Disse também que a “turma do Bolsonaro” irá “acordar chorando”.

Publicidade

Pesquisa Quaest

A pesquisa realizada pela Genial/ Quaest para as eleições presidenciais de 2022, divulgada nesta quarta-feira (8), aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está à frente, com 46% das intenções de voto no primeiro turno, seguido do presidente Jair Bolsonaro (PL), com 30%.

Em sequência, Ciro Gomes (PDT), com 7%; André Jonones (Avante) com 2%; e Simone Tebet (MDB) e Pablo Marçal (Pros), com 1% cada. Demais sete pré-candidatos à presidência não pontuaram: Felipe d’Avila (Novo), José Maria Eymael (DC), Leonardo Péricles (UP), Luciano Bivar (União Brasil), Santos Cruz (Podemos), Sofia Manzano (PCB) e Vera Lúcia (PSTU).

Publicidade