Caso de racismo

Mulher é vítima de racismo no Metrô de São Paulo

Segundo uma mulher negra, uma outra pessoa disse que o cabelo dela “poderia passar alguma doença”. A suspeita que disse essas palavras foi escoltada para delegacia com os passageiros gritando “racista”.

Mulher é vítima de racismo no Metrô de São Paulo
(Crédito: Reprodução/ Redes sociais)

Uma mulher negra foi vítima de racismo enquanto estava em um vagão no metrô de São Paulo, nessa segunda-feira (02). Em vídeos nas redes sociais, a vítima aparece falando com a suspeita do crime, uma mulher loira.

Publicidade

Welica Ribeiro relata nas imagens que a mulher que estava sentada ao seu lado disse que o cabelo dela “poderia passar alguma doença”. Outras pessoas que estavam no local ficaram revoltadas com a situação. Welica também fala “eu te coloco na cadeia”, durante a discussão.

Publicidade

Agentes do Metrô foram acionados e a mulher precisou ser escoltada pela segurança até a delegacia. Passageiros gritavam “racista” para a suspeita do crime. Segundo o G1, a vítima, o seu irmão e uma testemunha foram até a delegacia prestar queixa. O nome Agnes Vajda apareceu no depoimento do irmão como sendo da agressora verbal. Que já prestou depoimento.

Ainda de acordo com o G1, nas redes sociais ela cita ser assistente consular do Consulado da Hungria em São Paulo. O Consulado, ainda não se manifestou sobre a situação. O Metrô relatou que “os seguranças atuaram na proteção dos envolvidos”.

O caso agora segue em investigação pela Polícia Civil.

Publicidade