Ataque em redes sociais

Polícia de SP prende suspeito de ameaçar jogador Willian, do Corinthians

Na quarta-feira (1º), o jogador de futebol Willian registrou um boletim de ocorrência após receber ameaças como: ‘Ou joga por amor ou joga por terror’.

policia-de-sp-prende-suspeito-de-ameacar-jogador-willian-do-corinthians
Wilian (Créditos: Ricardo Moreira/Getty Images)

A Polícia Civil de São Paulo prendeu nesta quinta-feira (2) um homem suspeito de ameaçar o jogador Willian, do Corinthians, pelas redes sociais. Rafael Souza, de 20 anos, foi identificado como auxiliar de nutrição, torcedor do clube, mas não pertence a nenhuma torcida organizada.

Publicidade

Na quarta-feira (1º), o jogador de futebol Willian registrou um boletim de ocorrência após receber ameaças como: ‘Ou joga por amor ou joga por terror’. As filhas do atleta do Corinthians também sofreram ameaças.

Em menos de dois meses, essa foi a segunda vez que jogadores do Corinthians procuraram a polícia para denunciar terem sido vítimas de ameaças. Segundo o portal g1, a polícia já havia indiciado antes outros torcedores que haviam ameaçado o goleiro Cássio, o zagueiro Gil e o presidente do clube, Duílio Monteiro Alves.

“A cobrança [da torcida] num centro de treinamento, num estádio é uma coisa normal dentro do meio que ele [Willian] vive, no meio de futebol profissional”, disse Cesar Saad, delegado do Departamento de Operações Policias Estratégicas (Dope).  “Mas essa questão de família ser ameaçada, dizer que vai na escola das filhas, o endereço onde eles moram, isso a Polícia Civil não pode aceitar, isso é crime”, completou Saad.

O suspeito que ameaçou William foi preso no Capão Redondo, Zona Sul da capital paulista, em sua casa. Ele será indiciado pelo crime de ameaça por meios eletrônicos. Ainda segundo o delegado, o homem alegou que “apenas replicou uma frase contra o Willian, que buscou na internet, e marcou o jogador”, mas que não achava que isso iria “repercutir tanto”.

Publicidade

Publicidade