associação criminosa

Polícia faz busca e apreensão nas mansões de Deolane Bezerra e Tirulipa

Segundo advogados, a investigação quer saber se Deolane e Tirulipa teriam relação com a Betzord, empresa irregular de apostas esportivas na internet.

policia-faz-busca-e-apreensao-nas-mansoes-de-deolane-bezerra-e-trullipa
Deolane Bezerra e Tirulipa tiveram mansões vistoriadas pela Polícia Civil de São Paulo (Créditos: Reprodução/Arquivo pessoal)

A advogada Deolane Bezerra e o humorista Tirulipa informaram que a Polícia Civil fez buscas e apreensões em suas casas nesta quarta-feira (14) em Alphaville, na Grande São Paulo. Não ocorreram prisões, mas foram levados itens e objetos de valor de ambos.

Publicidade

Segundo advogados deles, a investigação quer saber se Deolane e Tirulipa teriam relação com a Betzord, empresa de apostas esportivas na internet. A Betzord é investiga pelo 27º Distrito Policial (DP), Campo Belo, por suspeita de crime contra a economia popular e associação criminosa”. 

Por meio das redes sociais, ambos negaram envolvimento de seus clientes em um suposto esquema criminoso com a Betzord. Deolane e Tirulipa ainda ressaltaram que só tiveram contratos de patrocínio com a empresa em 2021.

O escritório Adélia Soares Advogados, que defende os interesses de Deolane, disse em nota que na determinação judicial, a advogada ”é elencada apenas como averiguada, em decorrência de um suposto patrocínio da empresa investigada, em relação a uma festa que ocorreu me meados de 2021, não fazendo qualquer ligação de fato criminoso à influenciadora”.

Também por nota, a defesa de Tirulipa negou qualquer envolvimento do artista em supostas irregularidades cometidas pela Betzord. “A assessoria jurídica do artista informa que o mesmo não possui qualquer envolvimento com a empresa investigada por suposto crime contra a economia popular e associação criminosa”, informa um dos trechos do comunicado divulgado pelos advogados Caio Sanas e Jamilson de Morais Veras, que defendem os interesses de Tirulipa

Publicidade

Já a defesa da Betzord informou que a empresa nega qualquer irregularidade envolvendo seu trabalho com apostas e que procura a polícia para esclarecer o assunto.

A BETZORD tomou conhecimento que está sendo investigada por autoridade policial, em inquérito originado para apurar o comércio de rifas nas redes sociais. A empresa está buscando as autoridades policiais para demonstrar que sempre atuou de forma correta e em estrito respeito às normas legais”, informa um trecho da nota divulgada e assinada pelo advogado Huendel Rolim.