INCÊNDIO NA CAPITAL

Prefeitura vai pedir demolição de prédio que pegou fogo em São Paulo

Algumas ruas ao entorno do prédio ainda seguem interditadas.

imagem de uma rua próxima ao incêndio onde é possível ver fumaça.
Prédio está em chamas desde domingo (Créditos: Rovena Rosa/Agência Brasil)

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, disse nesta quarta-feira (13) que a prefeitura vai solicitar à Justiça a demolição do prédio de dez andares que pegou fogo na região da 25 de Março, no centro da capital paulista, e está em chamas desde a noite do último domingo (10).

Publicidade

Estivemos ontem, por parte dos engenheiros da prefeitura, pedindo a interdição de nove prédios. E vamos solicitar a demolição do prédio principal porque os engenheiros detectaram uma situação de risco de queda”, disse o prefeito.

Como o prédio que pegou fogo é comercial, a prefeitura vai precisar reunir laudos de engenheiros e da Defesa Civil para encaminhar à Justiça o pedido de implosão.

Nós vamos juntar hoje os laudos dos engenheiros, da Defesa Civil, e a procuradora-geral do município, Marina Magro, vai entrar na Justiça pedindo a demolição. Vai ser demolido por meio de implosão“, disse o prefeito.

O fogo começou no térreo do edifício de dez andares e atingiu outros imóveis. Duas lojas e parte do prédio da Paróquia Ortodoxa Antioquina da Anunciação a Nossa Senhora foram destruídos. Ela é a primeira igreja ortodoxa no Brasil e data de 1904.

Publicidade

Algumas ruas do entorno, na área conhecida pelo intenso comércio de rua, seguem bloqueadas. No local, funcionam cerca de 4,2 mil lojas e circulam por dia entre 150 mil e 300 mil pessoas, a depender da época do ano. Hoje, o trabalho de combate a focos do incêndio seguia sendo feito por 38 bombeiros e 13 viaturas.

(Agência Brasil)

Publicidade