Violência contra mulher

Procurador que espancou colega de trabalho vira réu por tentativa de feminicídio

A decisão é do juiz Raphael Ernane Neves e o acusado, Demétrius Oliveira de Macedo tem até 10 dias para apresentar sua defesa prévia. 

Procurador que espancou mulher durante trabalho vira réu por tentativa de feminicídio
Demétrius Oliveira de Macedo, procurador responsável por agredir uma colega de trabalho (Crédito: Reprodução/ Redes Sociais)

Demétrius Oliveira de Macedo, o procurador que foi preso na semana passada por espancar uma colega durante expediente de trabalho na Prefeitura de Registro (SP), virou réu por tentativa de feminicídio. O Ministério Público (MP) denunciou o caso, que foi aceito nesta terça-feira (28) pela Justiça de São Paulo.  

Publicidade

O documento da denúncia retrata a ocorrência como “evidente intento homicida”. O MP afirma que Demétrius tentou matar sua colega, Gabriela Samadello Monteiro de Barros. Segundo o órgão, a tentativa de feminicídio só não foi concretizado por “circunstâncias alheias à vontade do agente”.

A Justiça de São Paulo se pronunciou dizendo que o “Ministério Público apresentou descrição suficiente dos fatos criminosos relacionados à ofensa à integridade corporal”. A decisão é do juiz Raphael Ernane Neves, e o acusado tem até 10 dias para apresentar sua defesa prévia.

Saiba mais sobre o caso

De acordo com o relato de Gabriela à polícia civil, o autor das agressões já tinha sido grosseiro com outra funcionária do setor. O crime aconteceu na tarde de segunda-feira (20), na sala da procuradoria geral do município, dentro da prefeitura. Uma outra funcionária registrou a cena em que Demétrius socou e chutou a colega. Segundo o Boletim de Ocorrência, a agressão começou com uma cotovelada na cabeça e continuou com socos no rosto. 




Publicidade