Dentro da Prefeitura

Procuradora é brutalmente agredida por colega em SP

Segundo apuração do g1, a agressão teria sido motivada pela abertura de um processo administrativo contra Demétrius por conta de sua postura hostil no ambiente de trabalho.

Procuradora é brutalmente agredida por colega em SP
Momentos da agressão filmados por um funcionária que estava no local (Crédito: Reprodução)

A procuradora-geral do município de Registro, Gabriela Samadello, foi brutalmente agredida pelo também procurador Demétrius Oliveira Macedo, enquanto trabalhava. O caso aconteceu na tarde desta segunda-feira (20), dentro da própria prefeitura da cidade, e foi filmado por outra funcionária que estava no local.

Publicidade

Segundo apuração do g1, a agressão teria sido motivada pela abertura de um processo administrativo contra Demétrius por conta de sua postura hostil no ambiente de trabalho. O vídeo que circula nas redes sociais mostra a procuradora sendo brutalmente agredida, o que deixou seu rosto todo ensanguentado.

Segundo Boletim de Ocorrência registrado no 1º Distrito Policial (DP) do município, Gabriela, de 39 anos, foi surpreendida com uma cotovelada na cabeça enquanto estava trabalhando. O procurador, Demétrius Oliveira Machado, de 34 anos, não parou por aí e desferiu socos e chutes contra a vítima, que estava caída no chão. Funcionárias que estavam presentes e que gravaram o vídeo, tentam ajudar a vítima e também são agredidas por Demétrius, que só parou quando outros funcionários ouviram os gritos e conseguiram deter o agressor.

Em nota, a Prefeitura de Registro manifestou “o mais absoluto e profundo repúdio aos brutais atos de violência realizados pelo procurador municipal contra a servidora municipal mulher que exerce a função de procuradora-geral do município”.

“A administração municipal está tomando as providências necessárias e já determinou, de imediato, que o agressor seja suspenso nos termos do art. 179, c/c inc. III do art. 180, ambos da Lei Complementar nº 034/2008 – Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Registro, com prejuízo de seus vencimentos, a partir de 21 de junho (…) Reafirmamos nosso compromisso com a prevenção e enfrentamento a todas as formas de violência, principalmente àquelas que vitimizam mulheres”, completou, na nota, a prefeitura.

Publicidade

 

 

Publicidade