Rio de Janeiro quer atrair turistas estrangeiros em 2022

O interior fluminense apresenta média de 91,25% de ocupação hoteleira para réveillon

Rio de Janeiro ganha Centro de Inteligência Epidemiológica
(Crédito: Matthew Stockman/Getty Images)

O turismo fluminense vive um momento de superação, disse hoje (29) o secretário de Estado de Turismo, Gustavo Tutuca, em entrevista exclusiva à Agência Brasil: “nesse momento da pandemia, há uma estabilidade muito grande, mas é um momento de recuperação do setor. A gente teve, nos feriados prolongados, ocupações que bateram recordes, tanto na capital, como no interior, muito por conta da campanha de turismo consciente, turismo seguro sanitariamente que a gente desenvolveu e, também, a promoção do Rio fora do nosso estado”, expôs o secretário.

Publicidade

De acordo com o secretário, o setor foi bastante afetado pela pandemia de covid-19 mas, principalmente no segundo semestre, demonstrou um processo de recuperação, que aponta para uma retomada muito forte a partir do verão.

Em 2021, a secretaria teve suas ações dirigidas para a promoção do turismo doméstico, devido à existência de barreiras sanitárias em muitos países e também porque muitos brasileiros não conseguiram viajar para o exterior.

Praia do Peró, em Cabo Frio – Henrique Nascimento/Direitos reservados

Já para 2022, além de focar no turista brasileiro, que enfrenta a dificuldade da alta cotação das moedas estrangeiras para viajar para o exterior, será feito um trabalho de promoção Rio de Janeiro no exterior, para atrair o turista estrangeiro que pretende vir para o Brasil. “Que ele venha, preferencialmente, para o Rio de Janeiro”, disse o secretário.

Publicidade

Para isso, a secretaria deve promover o estado do Rio de Janeiro em encontros de negócios e promoção cultural no exterior, mostrando as atrações que são “a cara” do Rio de Janeiro: “vamos trabalhar com os influenciadores digitais, agentes de viagem desses países e imprensa local, e fazer encontros de negócios com os operadores, levando os destinos do Rio de Janeiro para vender para esses países. Vamos fazer [a promoção da cidade na] Europa, Estados Unidos e também América Latina”.

Ocupação hoteleira

Tutuca avaliou que os números relativos à ocupação hoteleira no estado, neste final de ano, demonstram que 2021 está terminando “com chave de ouro” e que 2022 começa com otimismo e uma retomada consistente e segura: “estamos fortalecendo o Rio de Janeiro como principal destino turístico do Brasil e temos certeza de que o planejamento e o trabalho iniciados este ano renderão muitos frutos no cenário de pós-pandemia”.

O município com maior índice de ocupação hoteleira é Angra dos Reis (97%), seguido por Cabo Frio e Paraty (96% cada). Armação dos Búzios está em terceiro, com 94,8%, Arraial do Cabo em quarto (93,6%) e Macaé em quinto (93,50%).

Publicidade

O interior fluminense apresenta média de 91,25% de ocupação hoteleira para réveillon, de acordo com a pesquisa Réveillon 2021-2022 nos municípios do interior do estado do Rio de Janeiro, divulgada pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado do Rio de Janeiro (ABIHRJ).

Seguros viagem

Outro indicador que demonstra o bom momento do setor de turismo é a venda dos seguros viagem. De acordo com dados da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi), o seguro viagem cresceu 277% em setembro deste ano em relação ao mesmo mês do ano passado, acompanhando a expansão da vacinação contra a covid-19.

No 3º trimestre deste ano, os seguros viagem somaram R$ 78,1 milhões em prêmios, aumento de 36,8% em relação ao trimestre anterior e incremento de 116,4% na comparação com o terceiro trimestre do ano passado.

Publicidade

(Agência Brasil)

Publicidade